Corbélia, terça-feira, 19 de novembro de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Região

30/09/2017 | Concebido por Umuarama

Palavras do Soldado Carlos expõe o sentimento de todos os policiais do 25° BPM sobre tragédia em Umuarama

Palavras do Soldado Carlos expõe o sentimento de todos os policiais do 25° BPM sobre tragédia em Umuarama

Vamos lá então...


Por um momento pensei em não dizer nada sobre a noite e a madrugada de hoje, vivida aqui em Umuarama/PR, mas, talvez a indignação tenha consumido meus pensamentos nesse momento! Posso dizer que estou dolorido, mas, não fisicamente, pois as pedradas, os rojões, e qualquer objeto que serviu de arma para ser arremessados contra nós (inclusive um automóvel) não doeu no corpo, doeu na alma. 

Em um país que clama por melhorias, por mudanças políticas, por saúde, por segurança, uma cena dessa acontecer? Quanta hipocrisia, para não dizer tudo o que me vem na cabeça agora!! Ver uma "população" (entre aspas porque não era uma população, não eram representantes da maioria Umuaramense, e sim uma minoria, sendo que muitos só foram lá para causar desordem. 

Tenho certeza de que ali não haviam familiares meus, amigos e nem pessoas do bem causando destruição e desordem. Você que ali permaneceu, pelo simples gesto de compartilhar a dor da família da pequena Tábata, esse desabafo não é para você, eu presenciei muitas pessoas dizendo para não serem arremessados objetos contra os policiais e a delegacia, inclusive a mãe de um detento, pois ela sabia do nosso dever legal de ali permanecer. Justiça? Eu também queria! Indignação e revolta com a morte da pequena Tábata? Eu tenho de sobra!! Não é a primeira vez que fico diante de um pedófilo, de um estuprador, e seja lá mais o que ele é!! Mas, eu não posso, pelo ser racional que sou, pelos seres racionais que somos, deixar uma cidade, uma instituição pública serem alvos do caos e da desordem, isso não está em nossa natureza! Instituição essa que trabalhou de maneira ininterrupta para descobrir, localizar e prender o envolvido em tal barbárie.

Mas aí vai lá você, com toda "razão" do mundo, achando-se no "direito" procurando por "justiça" e destrói uma instituição pública, isso mesmo PÚBLICA, sua, minha, da sua família, da minha família, dos seus amigos, dos meus amigos, uma Delegacia de Polícia, que em muitas vezes carece de recursos para atender a população.

Agora ficou bom, não vai ter atendimento até tudo estar no lugar, até lá, por Deus, que VOCÊ não precise dos serviços de investigação, que seus filhos não sejam sequestrados, que vocês não sejam roubados, que seus bens mais preciosos não sejam tirados de vocês (suas vidas). Por Deus que outro caso desse não aconteça tão cedo, que nós não precisemos da polícia tão cedo. 

Você compareceu nas imediações da Delegacia, foi tão irracional que até fogo no veículo do pai da Tábata você colocou, claro que isso, imagino eu, não faz nenhuma diferença para ele, pois perdeu, acredito eu, seu bem mais precioso, sua filha. Se você queria mesmo justiça deveria ter ido ajudar nas buscas da garotinha, assim como vi algumas pessoas fazendo. Se cada "ser" que ali estava fosse ajudar a encontrar a pequena eu acredito que teria diminuído, e diminuído muito a angústia e a dor da família, isso sim seria fazer alguma coisa... esse texto continua, mas continua aqui dentro do meu peito, na vontade de acreditar que o ser humano não é só isso que vi naquela madrugada.

Meus sentimentos a família da Tábata, não os conheço, mas sei da dor que vocês estão passando. E mais uma vezes, por Deus, espero que não passem por uma situação dessas novamente, não sintam a dor e o medo que sentiram naquela madrugada dentro da Delegacia, eu pude passar rapidamente por vocês e notar o medo em seus olhares, medo de também serem atacados, pois ali fora haviam muitas pessoas dispostas a causar mais dores."

"Caiam mil homens à tua esquerda e dez mil à tua direita: tu não serás atingido." Salmo 91:7

"Porque aos seus anjos ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos." Salmo 91:11


Texto escrito por um Policial do 25° BPM, representa o sentimento de todos aqueles que participaram dos fatos na data de 27 de setembro de 2017, em Umuarama-PR.

 

PUBLICIDADE

Fonte: UMUARAMA | CIDADE PORTAL | CARLOS RAÍ COALHADO - Policial Militar de Umuarama.

OPINE!

CIDADE PORTAL
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.

Desenvolvido por Cidade Portal